18.10.10

Stay tonight in a lie.

[20h20min]

É tarde pra eu perceber que ainda é cedo
Pra viver à míngua e mesmo assim ainda rir
Mesmo sem nenhum desejo de existir
Na vontade de nunca mais sentir tal medo

Na língua morta que sabe tudo de mim
Na porta aberta a esmo no ensejo do fim
E se acontecer de a verdade um dia surgir
Prometo que tentarei não mais fugir.

[20h27min]

2 comentários:

Claudinha ੴ disse...

Uau!
Uai?
Nome novo e nem avisa?
A poesia cresce com você e adoro estas suas ideias contraditórias...
Beijo.

Caroline disse...

Lembrei dessa musica (na verdade lembrei mais da tradução e melodia):

"Apenas um náufrago,
Uma ilha perdida no mar
Mais um dia solitário,
Ninguém aqui além de mim
Mais solidão que qualquer homem poderia suportar
Resgate-me antes que eu entre em desespero
Vou enviar um pedido de socorro ao mundo
Espero que alguém receba minha...
Mensagem na garrafa
Saí para caminhar esta manhã,
não acreditei no que vi
Cem bilhões de garrafas chegaram a costa
Parece que não estou sosinho em ser sozinho
Cem bilhões de náufragos,
Procurando por um lar ..." (Sting-message in botle)